quinta-feira, julho 14, 2005

Os leucócitos me abduziram!

Vou tentar mandar o lead. Coisa que quase nunca consigo, né, Têre?

"Daniela Noyori, 26 anos, caiu de cama na última segunda-feira por motivos de saúde. Uma infecção urinária, mal tratada no passado, deu sinais de ainda estar viva através de uma febre de 39 graus. O pior foi a dor que a vítima começou a sentir no lado esquerdo do abdôme. Seria a vesícula? Ai, meu Deus, talvez o fígado. Ela bem sabia que aquelas garrafinhas de Bohemia não caíam bem com o tal do Pyridium."

Desdobramento
Fui da sala do urologista direto para o Delboni. Setecentos reais mais pobre e doze horas depois, lá estava eu, deitada, na cama do ultrassom abdominal. Dois litros de água na bexiga e vontade imensa de fazer xixi na cara do médico que operava o computador. Só não fiz porque ele era bem do bonitinho. A dor, aliás, não era no fígado nem na vesícula. Aquilo era o rim. "Ufa", pensei, "se um não funcionar mais, eu ainda tenho o outro".

Conclusão
Estou tomando uma droga básica de doze em doze horas. Nada de Bohemia, boemia e Bó e Mia pelos próximos 14 dias.

5 comentários:

  1. been there, bb, e dói DEMAIS!!! Tadinha!!!
    Força na peruca! Logo, logo passa!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Brigada, bb. Hoje já estou bem melhor. Meio zureta por causa dos antibióticos. High, hahahaha. Ai, e uma semana sem fumaaaaar!

    ResponderExcluir
  3. Nossa, infecção urinária é uma das piores coisas do mundo! Sei bem, perdi dias de trabalho aqui por isso. E minha irmã passou um réveillon chorando de dor, ansiosa para ir ao médico quando voltasse de viagem. Mas ainda bem que os remedinhos resolvem. Se cuida, hein, gatinha?

    ResponderExcluir
  4. Ih, Deinha, e pelo o que o médico falou, vou estar sujeita a isso pelo resto da minha vida. Não há cuidado suficiente para me livrar deste mal. Aquela coisa de mulher sensível, blá blá blá.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo4:50 PM

    To passando por isso agora.

    =(

    Jesus me ajude!

    ResponderExcluir

Deite no Divã e abra o bocão!